05/07/2010

O Ministério de Anjos

Quando um dos mais temidos exércitos cercou a casa do profeta Eliseu – para entregá-lo ao rei da Síria – um dos sevos do profeta, que acordara bem cedo “viu que um exercito tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então [o] servo disse [para Eliseu]: “Ai, meu Senhor! Que faremos?”


Numa situação critica de perigo iminente o profeta com calma respondeu: “Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles”.

“E Eliseu orou, e disse: Ó Senhor, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e ele viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo em redor de Eliseu. Quando os sírios desceram a ele [foram procurá-lo para aprisioná-lo], Eliseu orou ao Senhor, e disse: Fere de cegueira esta gente, peço-te. E o Senhor os feriu de cegueira, conforme o pedido de Eliseu.” O exercito foi guiado à outra região, onde de forma milagrosa a Síria desistiu de batalhar contra Israel por um tempo.

Meu tema é o ministério de anjos.

Há centenas de referências desses seres nas obras-padrão. Embora saibamos bem da aparição e interação desses seres com os homens nas escrituras, penso que nem todos nós entendemos que o ministério de anjos não foi um dom concedido apenas aos antigos – mas que ele é um dom presente em nossos tempos – em nossa própria vida. Quero abordar hoje três pontos principais: (1) quem são os anjos, (2) qual o papel de um anjo no Plano de Deus e (3) como receber seu ministério. Ao fazê-lo oro ao Pai Celestial que me ajude com seu Espírito Santo a fim de que eu transmita a Sua Palavra – e tanto eu, como vocês, os leitores, sejamos edificados.

1. Quem são os anjos.
Os anjos são os mensageiros de Deus. O profeta Joseph Smith, que viu muitos anjos, ensinou que eles não possuem asas. As asas são um símbolo de seu poder de mover-se e agir. Os anjos podem ser seres que não possuem um corpo, que ainda não provou a mortalidade – como o anjo que pareceu a Adão e lhe ensinou o porque do sacrifício de animais; podem ter um corpo ressurreto – como o anjo Morôni, que apareceu a Joseph Smith e lhe disse onde estavam as placas de ouro; pode ser um espírito aperfeiçoado, que já morreu e esta no mundo espiritual; e pode também ser uma pessoa mortal justa e fiel.

Quando era missionário em Curitiba lembro de uma menininha que com muita sinceridade me disse que eu era um anjo. Ela sabia disso porque sua mãe lhe dissera. Fiquei impressionado com a convicção dela. Verdadeiramente eu havia sido transformado em um instrumento nas mãos de Deus. Mas aprendi que os anjos às vezes tinham fome, sede, cansaço e sofriam adversidades – todavia, quando o Senhor precisasse esses anjos estavam prontos para consolar, abençoar e advertir.

Os anjos são servos de Deus. “Os anjos falam pelo poder do Espírito Santo, falam, portanto, as palavras de Cristo.”

2. Qual o papel dos anjos.
O élder Jeffrey R. Holland disse, falando sobre os anjos: “Em geral, tais seres não são vistos. Às vezes, são. Porém, visíveis ou não, eles estão sempre próximos. Por vezes, seu papel é de enorme importância e tem significado para o mundo como um todo. De vez em quando, as mensagens são mais pessoais. Ocasionalmente, o objetivo angélico é alertar. Mais comumente, no entanto, é de consolar, prover algum tipo de atenção misericordiosa ou orientação em épocas difíceis.”

Quando Leí se encontrava num escuro e triste deserto – um anjo lhe pareceu e ordenou que o seguisse. Leí o fez, e por fim encontrou o caminho da salvação.

Quando o Cordeiro de Deus estava sendo oferecido no maior e mais profundo sacrifício – numa agonia inimaginável – um anjo do céu apareceu e o fortaleceu.

Irmãos, acredito sinceramente que nenhum de nós, que estamos na Igreja de Jesus Cristo e procuramos guardar os mandamentos já não recebemos o ministério de anjos. Alguns de nós talvez vimos um anjo face a face – como os pastores que foram alertados sobre o nascimento de Cristo; ou como Alma, o filho, que sendo rebelde foi repreendido severamente por um anjo. Entretanto, como ensinou élder Holland, em geral esses seres não são vistos ou reconhecidos. Na maioria das vezes os anjos são silenciosos e eficazes. Eles sempre transmitem o amor do Senhor – mesmo quando repreendem.

Uma mãe pode ser considerada um anjo para os filhos. Na verdade eu acho que minha mãe é um anjo na minha vida – porque ela me abençoa com carinho, conforto, ensinamentos e dedicação constante e diligente. Um filho pode ser considerado um anjo para seus pais. Já estiveram perto de um bebê? Ele não transmite paz e alegria – não parece ter vindo dos céus? Não aparenta ser uma anjo de glória?

Eu sei que às vezes os filhos dão trabalho. Às vezes parecem demoninhos! Mas quando são criados no caminho da retidão, eles crescem para vida eterna e se tornam como anjos de Deus: puros, limpos e desejosos de fazer o bem a todos os homens.

3- Como receber o ministério de anjos.
“Cessaram os dias de milagres? Ou deixaram os anjos de aparecer aos filhos dos homens? Ou negou-lhes ele o poder do Espírito Santo? Ou fará ele isso enquanto durar o tempo ou existir a Terra ou existir na face da Terra um homem para ser salvo? Eis que vos digo: Não; porque (…) é pela fé que os anjos aparecem e ministram entre os homens; (…) Pois eis que a [Cristo] estão sujeitos, para ministrarem de acordo com a palavra de sua ordem, manifestando-se aos que têm uma fé vigorosa e uma mente firme em toda forma de santidade”.

Irmãos os anjos aparecem quando há fé e necessidade de um homem ser salvo.

João Batista, como um anjo ressurreto apareceu ao profeta Joseph Smith e Oliver Cowdery para restaurar o sacerdócio aarônico, e disse:

“A VÓS, meus conservos, em nome do Messias, eu confiro o Sacerdócio de Aarão, que possui as chaves do ministério de anjos e do evangelho do arrependimento e do batismo por imersão para remissão de pecados; e ele nunca mais será tirado da Terra (...)” (D&C 13)

Quando eu recebi o sacerdócio aarônico, sendo um jovem, meu pai e líderes me ensinaram que eu tinha direito ao ministério de anjos. Não entendi bem a principio o que isso significava. Acreditava que eu poderia ver um anjo, mas não sabia se isso poderia acontecer comigo. Vim a saber, algum tempo depois, o seguinte, através do élder Oaks, dos Doze:

“O ministério de anjos, porém, pode ser invisível. Podemos receber as mensagens de anjos por meio de uma voz ou, simplesmente de pensamentos e sentimentos transmitidos à nossa mente. O Presidente John Taylor falou da ‘atuação dos anjos, ou mensageiros de Deus, em nossa mente, de modo que o coração conceba (...) as revelações do mundo eterno’.

Néfi descreveu três manifestações do ministério de anjos quando lembrou aos irmãos rebeldes que (1) haviam “visto um anjo”, (2) haviam “ouvido sua voz” de “tempos em tempos” e também que um anjo havia falado a eles “numa voz mansa e delicada”, mas que haviam “perdido a sensibilidade” e foram incapazes de “perceber suas palavras”. (1 Néfi 17:45)

Na maioria das vezes, sentimos ou escutamos as mensagens dos anjos em vez de vê-los.”

“Sendo assim, os portadores do Sacerdócio Aarônico possibilitam a todos os membros fiéis da Igreja que tomam o sacramento dignamente ter a companhia do Espírito do Senhor e a ministração de anjos”.

Os homens que abençoam e distribuem o sacramento possibilitam a todos nós que recebamos a ministração de anjos.

É verdade que alguns anjos foram enviados a pessoas iníquas: como Balaão, Lamã e Lemuel e Alma, o filho. Todavia, nessas ocasiões nenhum de nós gostaria de ver um anjo – pois a reprimenda celestial foi dura. Na maior parte das vezes são os justos que recebem a ministração de anjos.

Para que eu vós ministre hoje não é necessário que me vejais, não é mesmo? Se fósseis cegos ainda assim poderiam me ouvir. E se fossem surdos ainda poderiam sentir o Espírito de Deus lhes testificando a verdade e confortando. Portanto irmãos não pensem que precisam ver um anjo com seus olhos naturais para receber seu ministério. Vocês já receberam o ministério de anjos e nem se aperceberam disso.

O Presidente James E. Faust, que serviu na Primeira presidência disse: “Gostaria de dizer algo sobre o ministério de anjos. Em tempos antigos e modernos, anjos apareceram e deram instruções, advertências e orientação em benefício das pessoas que visitaram. Não temos consciência do quanto o ministério de anjos afeta nossa vida. O presidente Joseph F . Smith disse: “De igual maneira, os nossos pais e mães, irmãos, irmãs e amigos que passaram por esta Terra, tendo sido fiéis e dignos de gozar desses privilégios e direitos, podem receber a missão de visitar seus parentes e amigos na Terra, trazendo da presença divina mensagens de amor, de advertência ou reprovação e instrução àqueles que aprenderam a amar na carne”.

Irmãos, escolhi falar sobre esse tema por que enfrentamos muitas adversidades em nossos dias. Às vezes nosso testemunho é atacado, às vezes nossa virtude, e às vezes nosso pontos fortes. Esse ataque vem pelos anjos do demônio e pelo pai das mentiras – que é Satanás. Sabemos que houve um batalha nos céus – e que o arcanjo Miguel e nós expulsamos os filhos da perdição. A guerra continua na mortalidade. Às vezes pensamos que estamos sozinhos, como o servo de Eliseu – que se viu cercado por um dos mais poderosos e temidos exércitos da Terra. Não vamos nos assustar e temer. Temos o direito à companhia de anjos. Eles estão sempre presentes. Se seus olhos espirituais fossem abertos agora, veriam este salão repleto de anjos.

Eu lhes testifico que os anjos ministram aos homens. E creio que eles o fazem abundantemente em nossos dias – talvez mais do que faziam antigamente, pois os tempos se tornaram extremamente perigosos.

Quando você se sentir desaminado e desmotivado. Quando parecer que a carga é pesada demais, quando parecer que o arrependimento e perdão é impossível e inalcançável, então confie em Deus – em sua misericórdia e graça. Ele lhe abençoara através de anjos. Alguns serão invisíveis, alguns lhes falarão – mas a maior parte deles será silenciosa e anônima. Contudo, sua presença será percebida, no futuro, pois o conforto e paz chegaram a sua alma.

“Cessaram os dias de milagres? Ou deixaram os anjos de aparecer aos filhos dos homens? Ou negou-lhes ele o poder do Espírito Santo? Ou fará ele isso enquanto durar o tempo ou existir a Terra ou existir na face da Terra um homem para ser salvo? Eis que vos digo: Não; porque (…) é pela fé que os anjos aparecem e ministram entre os homens; (…) Pois eis que a [Cristo] estão sujeitos, para ministrarem de acordo com a palavra de sua ordem, manifestando-se aos que têm uma fé vigorosa e uma mente firme em toda forma de santidade”.

Por termos tomado dignamente o sacramento e estarmos dispostos a tomar sobre nós o nome de Cristo, os anjos nos farão companhia, e nenhum poder poderá impedir tal bênção. Seremos confortados e nos tornaremos melhores. E por causa do ministério desses seres, tornar-nos-emos anjos – e abençoaremos como fomos abençoados.

Minha oração é que possamos ser como anjos. Que possamos procurar maneiras de ministrar aos homens – não apenas advertindo-os, mas principalmente confortando-os. Nesses dias tão difíceis nós fomos escolhidos para sermos anjos, mesmo com nossas imperfeições e fraquezas. Que possamos falar na língua de anjos – tendo palavras de amor, esperança e fé – que possamos ser eficazes e bondosos em obras.

Sei que Deus vive. Ele é nosso Pai Celestial. Ele envia anjos à nós porque nos ama. Ele deseja ter-nos de volta. O Salvador Jesus Cristo vive. Ele é meu Senhor. O presidente Thomas S. Monson é um profeta de Deus. Joseph Smith foi um profeta. Ele recebeu instruções e poder de anjos. Testifico que o Livro de Mórmon é verdadeiro, que veio por meio de ministério de anjos. Testifico que o poder e as chaves do ministério de anjos estão nesta capela hoje. E que por meio do sacramento todos nós podemos receber esse ministério. Em nome de Jesus Cristo amém.

Nenhum comentário: